...

...

24/06/2016

Lisboa já tem um mapa da arte contemporânea


In Observador (24.6.2016)
Por Bruno Horta

«Chama-se Mapa das Artes e tem duas versões: em papel e na internet. É lançado esta sexta-feira e procura conquistar novos públicos para galerias e museus da capital.

É gratuito, cabe no bolso e está escrito em português e inglês. O Mapa das Artes explica-se a si mesmo: é um mapa com galerias, museus, fundações e outros espaços dedicados à arte em Lisboa – apenas arte contemporânea. O lançamento é esta sexta-feira, ao fim da tarde, na Galeria Millennium, na Rua Augusta.

Trata-se de um “mapeamento da arte contemporânea na cidade”, resume o mentor da ideia, Cláudio Garrudo, de 39 anos, fotógrafo e produtor cultural. “Com estas características, é a primeira vez que se faz”, sublinha. “Já houve outros mapas, com programação, mas este não tem, para não se desatualizar”, acrescenta.

Além da versão em papel, com tiragem de 30 mil exemplares, o Mapa das Artes tem existência na Internet e estará disponível em mapadasartes.pt

1 comentário:

Anónimo disse...

Façam também um mapa das rendas congeladas.