...

...

04/07/2011

Parque da Pedra.Parque Florestal de Monsanto.

Casas de banho novas que nunca abriram


Degradação bem visível das casas de banho votadas ao abandono

degradação total

restos de equipamentos destruidos pelo tempo e pela incuria

desleixo

Perigo constante


vedações constantemente vandalizadas


Sinalização completamente destruída

suporte sem qualquer meio de vigilância


em plena época de incêndios fazem-se fogueiras onde se queimam inclusivamente partes da estrutura.
A vigilancia em Monsanto nunca foi tão desprezada.
O parque da Pedra, já aqui mencionado várias vezes, foi uma das estruturas mais interessantes colocadas no Parque Florestal de Monsanto nos últimos anos. Desde a saída do então director do Parque , Eng. João Tremoceiro, que este equipamento nunca mais teve qualquer manutenção e foi deixado ao completo abandono. Nos últimos quatro anos a incúria e o desleixo tomaram conta do local e o estado em que se encontra é absolutamente deplorável e perigoso. Agora resta uma profunda remodelação, muito mais cara, mas que pode ter um aproveitamento mediático muito mais interessante. No dia 21 de Março deste ano foi referido, num discurso de um responsável, que este equipamento já se encontrava em recuperação , não só não estava na altura como não está hoje. Em Monsanto continua a dar-se atenção apenas ao que é muito visível,o resto pouco interessa.

3 comentários:

Anónimo disse...

Para mim, um utilizador assiduo de monsanto considero esta pedreira como a mais perigosa da mata de monsanto. esses vandalos moram na zona do bairro da liberdade, mesmo ao lado da pedreira.

É a unica zona que tenho medo de passar sozinho de bicicleta

Anónimo disse...

é o povo que temos, não merecemos mesmo nada...

Xico205 disse...

Anónimo disse...
é o povo que temos, não merecemos mesmo nada...

2:34 PM


----------------------

Deves estar a falar da especie humana em geral, porque em todos os países há vandalismo. Pronto não há em Singapura nem na Coreia do Norte nem na Arábia Saudita nem na China nem num ou outro em que vandalismo seja punido com tortura e morte dolorosa.