19/06/2012

EMEL- Protesto por silo da Calçada do Combro continuar grafitado

Exmos. Senhores


Somos a protestar pelo facto da EMEL não proceder à limpeza dos "graffiti" das fachadas do silo na Calçada do Combro, que assim se mantém há anos sem que se vislumbre quando é que essa limpeza será feita.

Lembramos que:

1- As pessoas pagam para estacionar neste silo.
2- O silo, cuja construção foi polémica devido à proximidade de um Monumento Nacional (Igreja dos Paulistas), deveria ser alvo de especial atenção por estar em Zona Especial de Protecção de um MN.
3- Como empresa municipal, a EMEL devia dar o exemplo e não permitir que esta situação se eternize.

Na expectativa, subscrevemo-nos com os melhores cumprimentos.


Luís Marques da Silva, António Branco Almeida, Fernando Jorge, Nuno Caiado, Virgílio Marques e Júlio Amorim

1 comentário:

Queremos Estacionar disse...

denuncia por favor, precisamos da tua "voz"
Precisamos de ajuda de tod@s para conseguirmos fazer frente à EMEL na Cidade Universitária (parque de Estacionamento e parquímetros de toda a Cidade Universitária). É um roubo o que fazem diariamente a funcionários e alunos que estão a pagar preços chocantes e a serem maltratados e gozados pelos funcionários desta empresa. Neste momento preparamos formas de luta e quem quiser aderir e envie email para se associar basta escrever para: Queremos Estacionar: queremosestacionar@gmail.com
Os funcionários desesperados da Cidade Universitária