Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

02/09/2013

O exemplo de Tóquio: Bicicletas na Cidade

Esta imagem mostra a entrada de um prédio de habitação no centro de Tóquio (final do dia). Não há estacionamento para automóveis mas sim, e apenas, para bicicletas.

4 comentários:

Carlos Medina Ribeiro disse...

No Verão de 1970 estive um mês em Nijmegen, na Holanda. Os prédios que eu conheci também tinham, todos, garagens para bicicletas (e motociclos de pequena cilindrada).

Anónimo disse...

em zurique, praticamente não há prédios com estacionamento para automóveis. apenas para bicicletas.

obat darah tinggi disse...

classic style

Paulo disse...

E isso é culpa da CML??? Os portugueses adoram automóveis, aceitem isso. Vão demorar 1 ou 2 gerações para inverter a situação. Aliás, um homem que só ande de bicicleta no dia-a-dia e não tenha carro é visto como sendo um tótó. Provavelmente morrerá solteiro, qual a mulher portuguesa que aceita andar com um gajo que só tem bicicleta? Ter carro é uma espécie de afirmação e estatuto, e tirando os momentos de lazer, não é bem visto não ter carro. É quase que a diferenciação entre ser adulto e ser criança. A mentalidade em Portugal é essa. Admitam-no e não contornem a questão.