Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

14/03/2014

Asneira da grande, claro, se isto for avante ...


in Diário de Notícias Online/LUSA (12.3.2014)

«Museu da Música vai mudar para Mafra

O secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, confirmou hoje, no parlamento, em Lisboa, que o Museu da Música vai sair de Lisboa para o Palácio Nacional de Mafra e que os carrilhões do convento vão ser restaurados.

O responsável pela tutela da Cultura falava perante os deputados da Comissão de Educação, Ciência e Cultura, na Assembleia da República, no âmbito de uma audição regimental sobre política cultural.

O Museu da Música encontra-se instalado num espaço provisório desde 1994, na estação de Metro do Alto dos Moinhos, disponibilizado pelo Metropolitano de Lisboa.

Aos deputados, o secretário de Estado confirmou uma hipótese anunciada em dezembro de 2013, da transferência do Museu da Música de Lisboa para Mafra.

A passagem do acervo para Mafra - cuja data exata o governante não avançou - significará um regresso ao local que o acolheu, nas décadas de 1980-90, antes da exposição ao público, na estação do Metro de Lisboa. [...]»

6 comentários:

Anónimo disse...

Antes noutro sítio que permanecer naquela estação de Metro. Mafra sempre me parece preferível a Évora.

Anónimo disse...

A adaptação de parte do convento de Mafra para o efeito é uma solução válida e inteligente. Aliás, o próprio Lambertini, coleccionador cujo espólio está na origem do Museu, pensou sempre instalar lá aquele equipamento. Associado aos dois carrilhões e aos seis orgãos da basílica (para além do próprio espólio musical da biblioteca), formará um conjunto coeso e coerente.

VM disse...

Não é verdade que Lambertini tivesse pensado em Mafra. A recolha de instrumentos foi sempre feita com o intuito de criar o Museu dos Instrumentos, no Conservatório Nacional. O mesmo aconteceu com António Lamas, outro dos grandes colecionadores para o mesmo fim.

Anónimo disse...

Caro VM. É melhor rever os seus conhecimentos na matéria. Lambertini pensou em Mafra e o avento da República frustou o projecto. Há provas documetais disso.

VM disse...

Caro anónimo, mostre essas provas sff.
O Museu Instrumental do Conservatório Nacional foi criado por decreto de 28 de Junho de 1915, sendo escolhido para seu conservador, Michel' Angelo Lambertini. Fosse a vontade dele o museu estar em Mafra e não teria aceitado o cargo.

Anónimo disse...

O VM cinge apenas os seus conhecimentos ao catálogo da exposição realizada há 12 anos pelo Museu da Música. A investigação foi aprofundada e os conhecimentos alteram-se substancialmente desde então. Procure que encontra.