...

...

12/05/2016

POSTAIS DA PR. DA FIGUEIRA




11 comentários:

Anónimo disse...

Eleições à porta.
Todos a votar no Medina?
Deixem a direita ganhar.
O Santana vai gostar de regressar.
Lisboa não se governa assim.
Ainda há gente sabedora e séria.
E porque não o Salgado a presidente?
Um dia virá o Marquês de Pombal.
Lisboa merece gente descomprometida.
Este Blogue tem que ter mais visibilidade.
Cabe a nós todos fazê-lo.

Alvaro Pereira disse...

Quem quer que fosse que tivesse dado a ordem de destruir o velho mercado em 1949, deve ter tido a decisão mais IMBECIL da sua vida!

Anónimo disse...

Isto é o normal em qualquer parte da cidade.

Carros em cima de passeios, em 2ª fila e por vezes em 3ª, em passadeiras...

Os passeios cheios de esplanadas, dejectos e lixo variado...

Quem anda a pé, por outras palavras, está tramado se quiser andar por Lisboa.

Anónimo disse...

"Este Blogue tem que ter mais visibilidade.
Cabe a nós todos fazê-lo."

Neste formato é difícil!

Bem podiam transformar o blogue num forum!

Anónimo disse...

"Este Blogue tem que ter mais visibilidade" - talvez se o discurso fosse outro, mais construtivo que não apenas postar fotos presunçosas e auto-explicativas com a habitual tacada ao executivo vigente da CML, talvez se os posts tivessem alguma coisa a ver com a realidade da internet pós 1999, talvez se este blogue fosse algo de diferente, algo de inovador, algo de relevante, algo de surpreendente na maneira de encarar as verdadeiras razões para os problemas apontados. De outra forma, o que temos é um projecto risível, minado pelo vício da má-língua e do bota-abaixo, em que as coisas boas pelas quais se bate se afogam num discurso tocado apenas numa tecla e toldado pelo ruído. Boa sorte para a vossa conquista de novos públicos.

Pedro Vaz disse...

A melhor ideia de sempre fórum já

Anónimo disse...

Anónimo das 2.53
Se vem ao Blogue é porque tem sensibilidade.
Critique ao máximo, faça o maior fundamentalismo possível.
Portugal não tem nada de inovador.
Portugal é a inovação.
Agora como o amigo não pode apagar o seu passado, como podemos deixar degradar o património, passado.
Como se faz?
Cabe-lhe a si dizer.
Já pensou que há Países que preservam muito o Património e têm retorno de inúmeras formas.
No quarto mundo arrasam.
Só somos do primeiro mundo na vaidade e no querer vestir.
Má-língua e Bota-Abaixo é no Blogue mais ao lado.
Este Blogue é o retrato de Portugal.
Portugal quer Futebol, Festivais e Praia.
Sabe em que ano a Suécia erradicou o analfabetismo?

Anónimo disse...

"Este Blogue é o retrato de Portugal."

Agora disseram mesmo tudo. Desde a presunção implícita contida numa só frase, à selecção enviesada de posts, passando pelo look do site igual desde 2003 e pelo tomar banho várias vezes ao dia na ladainha da informação tendenciosa e desonesta que mantém a opinião pública bem afinada, hábito cada vez mais presente na população dos 50 aos 70. Estão de acordo com a bitola nacional.

Anónimo disse...

Lindas palavras.

Desenvolva as suas ideias. Este Blogue dá espaço.

Queremos sinceramente conhecer algumas reflexões sobre Lisboa.

Por favor, não tenha vergonha de abrir o seu pensamento.

Obrigado anónimo das 9:22.

Miguel de Sepúlveda Velloso disse...

ao anónimo das 9.22

Apareça nas inúmeras actividades organizadas pelo FCLx, uma já aconteceu - a 2ª conferência sobre palácios de Lisboa que teve lugar no palácio Pombal.

Aí, e já que o anónimo que inovação, experimentámos convidar a directora-geral do património, o vereador do urbanismo e a da cultura a estarem presentes, não num formato habitual de discursos introdutórios, mas para se sujeitarem ao debate. nenhum apareceu.

Neste sábado haverá um seminário sobre as árvores em Lisboa. Apareça.

Há tb o círculo Lojas de Carácter e tradição de Lisboa que foi nomeado como ideia do ano pela TimeOut.

Inovação há, não há é condescendência com a forma desajeitada com que se gere a cidade.

MP Carvalho disse...

Cheira-me que o mail do anónimo das 09:22 foi enviado de perto do Largo do Rato .. mas tenho curiosidade em saber como faria ele para defender Lisboa da insensibilidade, inépcia, azar, alheamento, falta de talento, das pessoas que nos governam.
Pode ser que (eu) acabe por descobrir alguém mais a quem possa tentar dar força para defender a nossa cidade