31/05/2007

É TEMPO DE PARAR E PENSAR


Lisboa Verde – Associação para a Defesa dos Espaços Verdes, tem vindo a desenvolver esforços tendentes a acabar com a realização de espectáculos taurinos na cidade de Lisboa, por os considerar bárbaros, desrespeitantes do direito à vida com dignidade de pessoas e animais e desajustados dos tempos modernos que se querem mais humanizados naquilo que o Homem tem de mehor para dar.

A notícia que ilustra este artigo, publicada no Jornal de Notícias de 29 de Maio de 2007, constitui um desafio para que paremos um pouco e pensemos neste problema actual..

Sabemos que existem lisboetas a favor da continuidade de tal tipo de espectáculos, respeitamos a sua postura embora dela discordemos.

De todo o modo gostaríamos de, por este meio, poder fazer uma sondagem no sentido de conhecer a posição e sensibilidade dos lisboetas face à continuação da existência de touradas na sua cidade.

O conhecimento de tal posição e sesibilidade seria importante para a continuação da nossa luta.

Desde já gratos pela vossa tomada de posição.

Pela Lisboa Verde

Pinto Soares

3 comentários:

MC disse...

Parabéns pela iniciativa!
E há que sublinhar aqui uma coisa: o argumento de que há lisboetas que apreciam a tourada não pode ser usado a favor da tourada. Eu gostaria de proibir a música pimba, mas entendo que há muitos gostam, logo só tenho que respeitar.
Mas aqui o que está em causa é um espectáculo com uma óbvia apologia da violência. Já nem falo do sofrimento do animal. Não se trata de "olhar para o lado se não gostas".

Quanto a sondagens, há uma antiga do Público, aqui citada na página do Ordem dos advogados:
http://www.oa.pt/Publicacoes/Boletim/detalhe_artigo.aspx?idc=31559&idsc=16176&idr=2933&ida=16171

75% "não gosta"/"é contra", 25% gosta/é a favor

(conforme os links aparecem as duas hipóteses... parece-me que são diferentes, mas não descobri a pergunta original)

Anónimo disse...

Não está bem em questão quantos lisboetas é que gostam da tourada, senão quantos bois é que são da mesma opinião.

JA

Anónimo disse...

Pois!
Os lisboetas (ou os barranquenhos) que gostam de touradas que se ofereçam para ser toureados!