17/02/2014

Lá se vai mais um de princípios do século XX, fiquemos felizes com a fachada!


Há mais de 10 anos que andamos a denunciar a situação de abandono criminoso em que puseram este outrora magnífico prédio da Avenida Duque de Loulé. Amanhã, por proposta n.º 38/2014, irá ser aprovado o «projeto de construção/reconstrução com manutenção de fachada para os prédios sitos na Avenida Duque de Loulé n.ºs 112/122 e 124 a 126, tornejando para a Rua Eça de Queirós e Rua Camilo Castelo Branco, freguesia de Santo António, que constitui o processo n.º 284/EDI/2013, nos termos da proposta).

Ao fim de todos estes anos - e em 2004 foi chumbado um pedido de demolição e construção nova - vamos ficar apenas com a fachada e os vãos de formas assumidamente Arte Nova; já os vitrais, devem ir todos à vida, os que ainda lá existam. Enfim, é o que temos.


Fotos: Diana Ralha (2008 - duas primeiras), e Miguel Velloso (2013)

4 comentários:

Miguel de Sepúlveda Velloso disse...

É o que temos e que se vai alargando a palácios e casa século XVIII. Percebo que se tenha que dar um desfecho a casos como este que gangrenam toda a cidade. Escusado seria, contudo, a demolição integral de todos os interiores. Lisboa está em queda livre.

Anónimo disse...

Caro MSV então o comentário livre, conquistado há 40 anos, serve só para o que o caro diz?
Cada um diz o que quer,o que pode e o que sabe.
Precisa-se reflexão.
É por isso que existe este Blogue.
Não podemos ter medo de falar e ser claro para o que queremos para Lisboa, desde as utopias ao que é possível fazer, passando por responsáveis camarários e governantes que entre a dignidade que uma Cidade deve ter e uma Capital não encontram preocupações e diferenças.
Desculpe.

Julio Amorim disse...

manutenção de "fachada" mas aqueles vidros, respectivas janelas, portas e tal....não vão fazer parte da tal "fachada".

João Lima disse...

Isto não vai contra o PDM?