...

...

04/02/2015

Este é o estado atual do miradouro de Santa Catarina, vulgo Adamastor:

Chegado por e-mail:

«Um dos locais mais visitados por turistas e lisboetas naquela área é um terreiro sujo, sem relva ou plantas, sendo que a área coberta em pedra é um vazadouro e depósito constante de garrafas de cerveja.
A pedra, o chão e a calçada estão sujas e marcadas com as bebidas alcoólicas e os cigarros deitados no chão e a terra do anterior relvado espalha-se pelos arredores. Esta situação é constante e não é exclusiva dos fins de semana.
Finalmente, o policiamento é inexistente e a insegurança tem sido crescente, com a constante e crescente concentração de individuos que assediam os locais e os turistas. Não faltará muito para ser uma "no-go-zone".
Bem vindos ao terceiro mundo.
daniel»

5 comentários:

Anónimo disse...

Boa parte dos próprios turistas que nos visitam são de péssima qualidade. Basta ver os tags e grafitos por tudo o que é zona história e reparar que abundam os que contêm nomes, nacionalidades, localidades estrangeiras.

Alcibíades disse...

Não falta muito para ser uma "no-go-zone"? Tenho 27 anos e desde os meus 15/16 aquilo sempre foi uma "no-go-zone"!

Miguel de Sepúlveda Velloso disse...

Este "jardim" já foi alvo de vários posts. A imagem deste miradouro é a real imagem de uma cidade à deriva. A destruição é fruto de um desordenamento chocante do centro hsitórico de Lisboa. termos como, restringir o consumo de alcool na via pública, proibir a venda de droga nas ruas, limitar os desacatos da ordem pública são, para as iluminadas e alheadas mentes que governam a cidade, termos do passado que poderão acordar o fantasma da repressão. Confundem, na sua elementar sapiência, ordem com limitação das liberdades individuais.

Nessa sua cegueira, tem enterrado Lisboa.

Anónimo disse...

Antes da requalificação o relevado nunca chegou a este estado!
É caso para dizer: O que é feito das protecções de ferro que o contornavam?

Não combinavam com o novo design, era..?

Anónimo disse...

Há poucos dias fui a este miradouro pela primeira vez, numa manhã de domingo.
O ambiente que lá vi (grupos estranhos, barulho, sujidade) fez com que desse meia volta e fosse embora.
Duvido que lá volte alguma vez.
Que mau aspecto e que miradouro tão mal frequentado.