Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

17/02/2015

Mais um prédio Lisboa Entre-Séculos em perigo



Numa cidade em que os termos "gaioleiro", "prédio da viragem de século, aguçam todos os apetites da especulação, fazem sonhar projectistas e promotores numa prática de urbanismo típica da década de '60, '70, teme-se sempre o pior cada vez que encontramos mais um anúncio, mais um aviso de "ampliação" com "demolição". Tem sido assim nos últimos tempos. grande parte dos prédios intervencionados desta época, têm sido destruídos, esventrados, acrescentados, numa falta confrangedora do sentido de cidade. Sabemos que é possível fazer melhor e diferente, Sabemos que noutras cidades prédios Entre-Séculos bem recuperados são uma mais-valia para as zonas onde se encontram. Há público que prefere aí viver. Há clientes e por isso também há o sacrossanto retorno do investimento. Infelizmente em Lisboa, essa possibilidade é-nos sonegada.

Avancem os projectos de apartamentos quadrados e minimalistas. Gostos não se discutem, mas as opções para as cidades, sim.

Prédio Entre-Séculos de grande aparato com notável trabalho de ferraria. Rua Miguel Lupi, Lapa.

2 comentários:

Anónimo disse...

O que eu gostava de saber é porque é que a CML não fiscaliza todos os prédios que têm visivelmente problemas na fachada e constituem um perigo para os transeuntes.
Não é de agora que bocados de cimento das fachadas caem e acertam em quem vai a passar, provocando-lhes ferimentos ou mesmo a morte.
Mas pelos vistos nem com isso a CML se preocupa!

Manuel Marques disse...

Não vai ser bonito! Este fim de semana estive a dar um passeio pela Av.Liberdade e ruas limítrofes e é incrível como está feia esta cidade. Pouco se preservou e o que se preservou levou com um acrescento em cima que lhe retira toda a harmonia. Já não há esperança para Lisboa.