...

...

18/02/2015

Rua da Alfândega - caixilharias de um Monumento Nacional - Protesto junto da DGPC:


Exmos. Senhores


Segue o nosso alerta/protesto à DGPC pela alteração em curso (ilegal?) das caixilharias de madeira dos vãos de uma das alas da Praça do Comércio (Monumento Nacional), nomeadamente a fachada para a Rua da Alfândega.

As caixilharias existentes, de óptima madeira, estão em bom estado necessitando apenas de restauro da pintura (demasiados anos sem manutenção da pintura).

Se nem nos MN se fazem obras de restauro segundo os critérios internacionais, então que padrões de qualidade deixamos para as próximas gerações?

Com os melhores cumprimentos

Paulo Ferrero, Fernando Jorge, Bernardo Ferreira de Carvalho e Miguel de Sepúlveda Velloso

2 comentários:

Anónimo disse...

Com Vossa licença, o piso dessa rua supostamente alternativa à Ribeira das Naus está num estado que faria corar de vergonha qualquer executivo que a tivesse.

E, não havendo policiamento onde ele faz falta, ainda ontem (e hoje, dado serem férias escolares, deve acontecer o mesmo) havia uma colecção de agentes para desviarem o trânsito da Ribeira das Naus e até, imagine-se, um deles na passadeira de peões em frente ao arco da Rua Augusta (onde existem semáforos, que nestas ocasiões ficam no amarelo intermitente).

Quando é que a câmara a que temos direito instalará algo decente e do nosso tempo para que esse desvio de trânsito se faça de modo que não implique a presença de ene agentes, que pura e simplesmente estão sistematicamente ausentes de locais onde o trânsito é complicado e onde fazem falta?

Anónimo disse...

O exemplo vem de "cima".