Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

23/01/2014

Lisboa, Capital do Azulejo? Largo da Anunciada


Chegado por email: azulejos da Fábrica Viúva Lamego, com mais de 1 século, num contentor de entulhos. Foram retirados da fachada de um prédio na Rua das Portas de Santo Antão/Calçada do Lavra?

...

Pois a CML e a DGPC deram autorização para a destruição dos azulejos da Fáb. Viúva Lamego. Eis a resposta da CML:

16 comentários:

Anónimo disse...

Enviem para o PISAL essa denúncia! O contentor é facilmente identificável e a culpa não morre solteira...!

Filipe Melo Sousa disse...

Ainda há muitos prédios com azulejos. Mesmo que a câmara subsidiasse a destruição de azulejos, dentro de um século não seriam erradicados em Lisboa.

Podem ser da viúva Lamego ou da dona Antónia. Azulejos na fachada para mim são um crime e um atentado ao bom gosto. Casas de banho dos anos 80 viradas do avesso.

Anónimo disse...

Qual é o prédio?

Anónimo disse...

Infelizmente por este andar qualquer dia não existe calçada portuguesa nem fachadas com azulejos em Lisboa, parece que fazem questão de destruir o património da cidade, devem ser as mesmas pessoas como o mentalidade como o Filipe Melo Sousa que vem só para aqui dizer baboseiras e destabilizar, se não gosta do blog e de Lisboa, faça um favor esteja calado.

Filipe Melo Sousa disse...

Os azulejos e a calçada portuguesa não são o nosso património. São os nossos esqueletos no armário. Infelizmente há quem os mostre e até se orgulhe.

Anónimo disse...

Lisboa está entregue à bicharada...

Manuel Marques disse...

Tantos comentários que são censurados e os de uma pessoa como o Filipe Melo Sousa, que NÃO GOSTA de Lisboa, vêm cá todos parar. Não percebo.

Anónimo disse...

Então mas agora quem manifesta uma opinião diferente das que são publicadas no blog, quer logo dizer que "não gosta de Lisboa"?
Já não se pode não achar que qualquer obra que toque num azulejo ou em calçada portuguesa não é um crime de lesa património?
E, já agora, vêem um azulejo partido num contentor... como é que sabem que tem "mais de um século"?

Anónimo disse...

Claro, para se saber se é da Viúva Lamego e tem mais de um século é preciso enviá-lo para um laboratório nos EUA e aguardar que seja analisada a caixa negra.

JR disse...

Lisboa está pejada de exemplos em que os azulejos são definitivamente uma mais valia no que diz respeito ao aspecto estético.

Partilho um.

Comparem o antes:

http://arquivomunicipal.cm-lisboa.pt/xarqdigitalizacaocontent/PaginaDocumento.aspx?DocumentoID=274318&AplicacaoID=1&Pagina=1&Linha=1&Coluna=1

Com o depois.
https://goo.gl/maps/IQ14z

Quem é que no seu perfeito juízo acha que ficou pior?

Só quem não está interessado, de maneira nenhuma, que Lisboa fique mais bonita!

Filipe Melo Sousa disse...

Que medo do conceito de "bonito" do JR

Jr disse...

Palavras caras, as do FMS.

Tem espelho em casa?
Aposto que não!

Eu pelo menos não ando na rua com camisolas "verde alface" e barba por fazer.
Essa mochila dá o toque final. Tem a fisionomia de um adulto mas no entanto parece uma "criancinha" em tamanho grande, em plena adolescência e acabada de sair da escola do secundário.

Sórdido...

Filipe Melo Sousa disse...

Gosto quando lhes cai a máscara

Anónimo disse...

"Gosto quando lhes cai a máscara"

Diz o troll.

Anónimo disse...

Caro JR:

Se pretende defender o uso de azulejo nas fachadas escolheu um mau exemplo (acho que não está a defender o acrescento manhoso do ultimo piso, pois não?).

Neste caso o Azulejo não só não é de origem como é um padrão decorativo dos anos 20 do Séc. XX de gosto no mínimo "da sua época"... tantos exemplos bons por aí, e vai escolher logo este!

cumps.
f

JR disse...

Sr. f;

O que é que o acrescento "manhoso" tem a ver com a fachada de azulejos?
Já vi que gosta muito de desconversar.
Típico de quem não tem um palmo de testa!

Quanto à questão dos azulejos serem de origem ou não, ou serem um padrão decorativos da década deste século ou daquele...
É me completamente indiferente!

O que me interessa é que os azulejos são bonitos.
Não só o padrão como a cor dos mesmos!

Já viram se tivéssemos todos o mesmo tipo de mentalidadezinha e perconceito que o sr F possui em relação a outros "modelos" de arte, só porque não são de uma determinada época e estilo...

Muito do que Lisboa tem de bom(e que não é origem) nem existia!

Mentalidadezinhas.....