...

...

15/12/2014

Mais um atentado à calçada artística portuguesa

Foto de 13-12-2014
Onde até há algumas semanas tínhamos uma calçada portuguesa artística, com o desenho de uma caravela portuguesa e o brasão da antiga Freguesia de Alvalade, responsável pela recuperação há vários anos deste espaço na Rua de Entrecampos (frente ao número 28), temos agora um alvo, não se percebendo o porquê da alteração, que não seja o de se querer apagar um símbolo da história de Alvalade e de destruir um bom trabalho de calçada artística portuguesa.

Uma obra que não se encontra identificada, não se sabendo se é da iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa ou da Junta de Freguesia de Alvalade, e que sem razão aparente, que não seja a de apagar um pouco da história de Alvalade e de Lisboa, substitui a calçada artística existente por uma calçada simples. Alvalade, Lisboa e todos nós ficamos de certeza a perder, com mais uma intervenção no espaço público inexplicável.

Foto de 13-12-2014
A diferença é notória e infelizmente não foi para melhor

Mas se só por si, isto já é inexplicável, a asneira continua na lateral à linha do comboio, onde foi também arrancada a calçada existente e destruída a ciclovia, que poucos anos tinha, para agora andarem a colocar outra calçada e aparentemente a refazer a ciclovia. Sem palavras!!!!

Um agradecimento ao meu amigo Nuno Sousa, que me deu conhecimento desta situação e me enviou as fotos actuais, dizendo-me que "arrancaram a calçada portuguesa toda e andam a fazer para aí um alvo gigante... e na lateral está tudo de patas ao ar alegadamente para uma ciclovia que já existia" e que com muita razão pergunta se "Não há que fazer ao guito na autarquia e/ou na freguesia?"

10 comentários:

Anónimo disse...

"Como dar cabo de um bairro e de uma cidade!"

Anónimo disse...

O sr. bereador Zé deve achar que as caravelas são símbolos do colonialismo. Está-se a ver.

Miguel de Sepúlveda Velloso disse...

devemos estudar formas de pôr esta CM na justiça.

Anónimo disse...

Por acaso sabem em que estado estava aquela calçada. Passo lá todos os dias, e haviam imensas depressões no passeio.
Este projecto foi apresentado à população no ano passado, na praceta da Infante D. Pedro está uma planta do projecto.
Vão mas é fazer politiquice para outro lado

Anónimo disse...

O argumento do anónimo das 9:21 é de bradar aos céus! Uma pessoa sem o mínimo de intelecto e sensibilidade!

A calçada estava em mau estado? Então que se retire a pedra negra que compunha os ornamentos e o desenho da caravela. Precisamente os únicos elementos que dão um aspecto distinto à calçada portuguesa.

Sim senhor! De génio! Palmas!!

Vou fazer a mesma analogia ao parque habitacional antigo e devoluto de Lisboa!
Está devoluto então demula-se o mesmo e construa-se tudo em betão!

E precisamente por anónimos como este que esta cidade vai de mal a pior.

Anónimo disse...

Politiquice?! Há gente que engole tudo e lhe sabe bem...

Anónimo disse...

Por acaso expressei-me mal, estava a referir-me à calçada que estão a refazer junto ao muro. Estava em muito mau estado, logo é normal que a estejam a recuperar, ou é melhor ficar cheia de depressões e buracos.
Em relação à calçada artística, foi feito um projecto, foi apresentado, ninguém reclamou, pq é que estão agora mt preocupados.
Quantos anos é que tem esta calçada, esta calçada é recente, pq até ao alargamento da linha do comboio esta zona era uma passagem de nível.
Não estamos a falar de uma zona história.
Já agora pq é que n falam nos azulejos que estão no chafariz que são de um mau gosto atroz e isso sim foi um atentado ao património, pq o chafariz é centenário.
O problema das redes sociais é haver mta gente a falar e poucas a saber o que dizem.
E para ajudar, temos os políticos da treta a usar tudo como arma de arremesso....

António Mousinho disse...

Há cidadãos de Lx que não merecem as calçadas que pisam!
Se houve um projeto e foi aprovado por alguém responsável, a destruição ainda é mais grave! Por mais que a destruição da calçada tenha sido apresentada e aprovada pela população, não desagrava esta intervenção! Os calceteiros que fizeram essa calçada e que fizeram escola, devem estar a dar voltas nas tumbas!

Filipe Melo Sousa disse...

Convido o autor do post a trabalhar como calceteiro e provar um gosto dos romances de Charles Dickens

Anónimo disse...

"Em relação à calçada artística, foi feito um projecto, foi apresentado, ninguém reclamou, pq é que estão agora mt preocupados.
"

Foi feito um projecto? Foi apresentado?? Ninguém reclamou??? Porque será?
Se calhar foi porque ninguém viu projecto!
Olhe, se calhar porque o projecto não foi devidamente publicitado e divulgado!
Conheço munícipes que moram na respectiva rua e nunca ouviram falar no respectivo projecto.
Os mesmo que viram com espanto o desaparecimento da caravela e da calçada, em pedra negra, com motivos ornamentais!

---//---

"Não estamos a falar de uma zona história."
Já não estamos em zona histórica??"

Mas é preciso estarmos numa zona histórica para preservarmos o que é antigo, bonito e digno de ser visto e preservado?

Que argumento tão desonesto e desprovido de bom senso!

---//---

"O problema das redes sociais é haver mta gente a falar e poucas a saber o que dizem."


O problema das redes sociais não é haver gente a mais a falar do que não sabe. É sim haver gente a mais a falar do que está à vista de todos!
Gente que sente as transformações malfadadas que tem transformado os seus bairros. Infelizmente para pior!

Gente com dois palmos de testa para perceber que com estas intervenções os bairros onde vivem, e circulam, ficam cada vez mais desinteressantes e feios!