...

...

06/12/2014

BAIXA: cada vez menos bairro, cada vez mais resort urbano

 Mais 1 hotel na Baixa, na R. dos Correeiros. Lisboa a «mudar» mas para melhor ou pior?
Retirar, excluir, expropriar prédios a favor de turistas é «regenerar a urbe» ou matar a urbe?

9 comentários:

Pedro Jesus disse...

Com o mercado imobiliário especulativo, quem é que consegue viver na Baixa? E quem é que investe na reabilitação?
O investimento no turismo, pelo menos está a reerguer a zona histórica. E isso é refazer cidade.

Anónimo disse...

Qualquer pessoa com dois dedinhos de testa entende que estão a destruir a Baixa. Transformar aquela zona histórica num país onde o cidadão de Lisboa se sente um estranho e onde matam toda a consistência social e espírito de vizinhança é criminoso.

Infelizmente a cmL segue a opinião do secretário de estado do turismo, que entende não haver nenum inconveniente nisso, pelo contrário. Desconfio que ele também não mora nem tenciona mudar-se para a (extinta) Baixa lisboeta.

Anónimo disse...

Agora até só se pode passar na baixa de carro novo. Os antigos já são proibidos. Será que o presidente da câmara, ou o futuro novo presidente da câmara, vão proibir também os cidadãos mais velhos de aí passarem?

Anónimo disse...

acho mil vezes melhor recuperar um prédio mesmo que seja para ocupação hoteleira do que a lisboa continuar como a cidade dos prédios degradados, em ruínas e sem manutenção...

Anónimo disse...

Os turistas pagam mais por uma dormida do que os antigos inquilinos num mês.



Anónimo disse...

Qualquer um pode ser turista, até um lisboeta. Sinto-me muito mais discriminado como lisboeta perante apartamentos remodelados, vazios e inacessíveis, a não ser para chineses. Acordem para a realidade: as famílias há décadas que fugiram da baixa, o trabalho está todo a fugir de Lisboa, e por conseguinte as pessoas também. Quem fica, paga caro por muito pouca qualidade de vida. Fica uma cidade vazia com tudo a acontecer à volta. É a chamada área metropolitana donut. Podem insistir que a baixa está morta, como se não soubessem perfeitamente o pesadelo deprimente que era a baixa há 20 anos.

Anónimo disse...

http://cidadedeoportunidades.cm-lisboa.pt/imoveis/detalhe.html?tx_wtdirectory_pi1%5Bshow%5D=143&tx_rggooglemap_pi1%5Bpoi%5D=143&cHash=2b218b24056befcd3ae7dddb44ea0960

Anónimo disse...

ao menos a baixa deixou de estar decrépita, abandonada a comércio de baixa qualidade e sem vida.

Anónimo disse...

Vivi na Baixa, mas estou em vias de deixar de ser, apesar das promessas dos governantes "criação de uma escola/ruido etc." nada foi feito. Insegurança, poluição, Festas até as tantas no terreiro do Paço/musica /concertos/festas, ultrapassando os mínimos razoáveis.