...

...

06/02/2008

Câmara vai ter de indemnizar o consórcio construtor do Túnel do Marquês

In Lusa (1/2/2008)

«Lisboa, 01 Fev (Lusa) - A Câmara Municipal de Lisboa (CML) confirmou hoje à Lusa que vai ter de indemnizar o consórcio construtor do Túnel do Marquês, na sequência de uma decisão do Tribunal Arbitral.

O Expresso on-line avançou hoje que "a CML perdeu no Tribunal Arbitral e vai ter de indemnizar o consórcio construtor do Túnel do Marquês no montante de 17,8 milhões de euros".

Isso deve-se "em larga medida como forma de compensação dos atrasos induzidos pela providência cautelar interposta por José Sá Fernandes, actual vereador do BE na equipa de António Costa", refere o semanário.

A emblemática obra de Pedro Santana Lopes, ex-presidente da autarquia e considerado o "pai" do Túnel do Marquês, "derrapou 40 por cento nos custos e o preço final deverá situar-se nos 27 milhões de euros", de acordo também com o Expresso on-line, que promete mais desenvolvimentos deste caso na versão impressa do jornal que estará nas bancas sábado.

Contactado pela Agência Lusa, Duarte Moral, assessor de imprensa do gabinete do presidente da CML, confirmou a informação veiculada pelo Expresso, mas adiantou que "não há qualquer comentário a fazer".

Por sua vez, José Sá Fernandes disse à Lusa que a decisão do Tribunal Arbitral "não tem nada a ver com a providência cautelar", mas com "obras que foram feitas e que provavelmente não estavam contabilizadas" no âmbito da construção do Túnel do Marquês.

CMP/TQ.

Lusa/Fim»

4 comentários:

Filipe Melo Sousa disse...

Que pague o malandro do Zé. Acho inacreditável um gajo daqueles com o batalhão de acessores que tem, e com um desperdício contabilizado de 17 milhões de euros deitados à rua ainda fale em moralizar as despesas.

postman disse...

O Senhor Vereador Sá Fernandes se fosse uma pessoa com principios políticos sólidos, só tinha um caminho a seguir: Obviamente Demita-se!!

Anónimo disse...

esse sujeito sujeitou o transito local ao caos durante oito meses e ainda deixou uma factura astronómica para pagar. só para proveito pessoal e projecção mediática.

17 milhões de euros? são mais de 20.000 ordenados meus! como é possível? há quem vá preso por não pagar 0,75€ de metro neste país

O que merecia um indivíduo destes?

daniel disse...

Então se a CML praticar actos ilegais eu não posso, como cidadão, usar de expedientes legais e legítimos para parar uma obra ilegal e que desrespeita normais nacionais e comunitárias?

E se a obras pararem, os prejuízos a pagar, são da minha responsbailidade?

Então nenhum cidadão pode exercer os seus direitos e os poderes públicos podem abusar à vontade...Sim, já que nunca são responsáveis por nada.

Sejam razoáveis e deixem-se de politiquices.