NÃO PERCA:

NÃO PERCA:

26/03/2013

Palácio dos Coruchéus vai ser casa de livros


In Público (26/3/2013)
Por Inês Boaventura

«A nova biblioteca de Alvalade, apresentada como “um dos corações da comunidade”, vai ficar no Palácio dos Coruchéus


Alvalade vai voltar a ter uma biblioteca municipal, quase quatro anos depois de aquela que existia na Rua Teixeira de Pascoais ter sido encerrada por razões de segurança, relacionadas com o edifício. O novo equipamento, instalado no Palácio dos Coruchéus, é inaugurado a 23 de Abril, Dia Mundial do Livro.

A readaptação do palácio, situado na Rua Alberto de Oliveira, para receber uma biblioteca foi um dos projectos que a Câmara de Lisboa se comprometeu a realizar até ao fim de 2013, no âmbito do Programa Estratégico Biblioteca XXI.

A transferência da Hemeroteca municipal, actualmente instalada num edifício prfundamente degradado no Bairro alto, para o antigo complexo desportivo da Lapa, bem como a requalificação e ampliação da Biblioteca Palácio Galveias, no Campo Pequeno, e a abertura de uma biblioteca em Marvila são as restantes empreitadas previstas. Este conjunto de medidas implicará um investimento da ordem dos quatro milhões de euros.

A chefe da divisão da rede de bibliotecas da Câmara de Lisboa, Susana Silvestre, frisou ao PÚBLICO que este será um equipamento feito “à medida” das necessidades da população residente nesta área de Lisboa. Para perceber que necessidades são essas, explicou, foram ouvidas juntas de freguesia, associações de moradores e de comerciantes, forças de segurança e “academias seniores”, além de terem sido realizados focus groups (grupos de discussão que procuram identifi caros interesses dos destinatários do serviço).

“Queremos que este passe a ser um dos corações da comunidade”, sintetizou Susana Silvestre. Na nova biblioteca de Alvalade haverá espaços para os alunos estudarem ou fazerem trabalhos de grupo, mas também, por exemplo, para as associações de moradores se reunirem. A ligação da biblioteca aos jardins do Palácio dos Coruchéus permitirá, igualmente, a realização de actividades para famílias.»

2 comentários:

L.G. disse...

Actualmente o Palácios dos Corucheus é (ou os seus jardins), basicamente, um parque de estacionamento...

Anónimo disse...

Só tenho pena de que a reabilitação do jardim circundante, como já referiram utilizado pela própria CML (seus trabalhadores, principalmente) como Parque de Estacionamneto, passe por transformar os lagos em tapumes de tijolo e cimento. RIDICULO!