30/06/2009

Estacionamento no Cais do Sodré



O terminal do Cais do Sodré merece aplausos. Sem dúvida.

Porém, uma sugestão:

O Parque exclusivo da Transtejo encontra-se vazio todas as noites. Porém, não é possível estacionar no mesmo por existirem correntes que impedem o acesso aos lugares.

Ora, esses lugares dariam MUITO jeito a quem sai à noite naquela zona (Cais do Sodré, Bairro Alto). Então, já que lá estão os lugares, porque não facilitar o estacionamento à noite naquela zona? Ainda são uns lugares jeitosos.

Por fim, refira-se apenas que, mesmo durante o dia, muitos lugares estão vazios...mas com correntes para mais ninguém estacionar. Parece que os senhores da Transtejo, apesar de trabalharem num terminal de transportes, têm de ter sempre um lugar guardado...será?

14 comentários:

Anónimo disse...

Transportes.

Anónimo disse...

sim...para quem não mora no centro de lisboa há imensos transportes...

experimente ir para vila franca às 3 da manhã ...

Miguel disse...

Quando fui a uma entrevista para copeiro num restarante de Santos, a gerente a queixar-se que o pessoal mora todo fora de Lisboa e nunca fica ninguem ate ao fim porque os transportes publicos acabam antes...

A 1ª pergunta que ela me fez: Mora em Lisboa? Se morar fora, tem carro? E se tiver tem que o trazer porque a loiça nunca fica toda lavada nem a cozinha arrumada antes das 3 da manhã.

Bus Driver, disse...

Quem trabalha em transportes, entra ao serviço quando eles ainda não abriram.. e muitas vezes, quando acaba o trabalho também já não existem outras alternativas que senão o carro...

Logo, qual é o problema de terem estacionamento próprio?

Anónimo disse...

ainda por cima aqueles lugares estão sempre vazios...

Anónimo disse...

Se estão sempre vazios então é um bom sitio para se meterem umas árvores, uns banquitos e relvado.

Xico205 / Condutor no TXXI disse...

Bus Driver, disse...
Quem trabalha em transportes, entra ao serviço quando eles ainda não abriram.. e muitas vezes, quando acaba o trabalho também já não existem outras alternativas que senão o carro...

Logo, qual é o problema de terem estacionamento próprio?

7:54 PM




Esquece Ricardo, aqui fala-se mal por falar! Mais valia falarem das más condições do terminal do Campo Grande para autocarros e passageiros, mas falar de carros dá menos trabalho e não requer muita pesquisa, é vira-o-disco...

Abraço

Anónimo disse...

falando-se por falar é que se vai resolvendo as coisas....mas pq é que o Senhor Xico não envia material sobre o terminal do campo grande?

eu também discordo que os senhores da transtejo tenham ali um lugar reservado.

ou aqueles lugares são apenas para o pessoal que trabalha nos barcos? é que conheço muitos...mas moram em almada!

ou é para todos ou então ponham árvores!

Xico205 disse...

Para os que trabalham nos barcos e em terra e têm horários "marados". Que é o mais comum no sector dos transportes como o Bus Driver disse.
Os trabalhadores dos transportes começam a trabalhar antes do resto da população, pois são eles que preparam a deslocação da população e acabam depois da população já estar em casa.
Se for a uma estação de recolha de autocarros, comboios ou barcos de madrugada veja a quantidade movimentações que já há. Entra carro, sai autocarro.
Se mora em Lisboa, dê uma espreitadela por volta das 4:30 da manhã na Pontinha, Musgueira ou Miraflores.



Quanto ao arranjar material, até posso arranjar o material que o blogger Bus Driver recolheu, mas enquanto não tiver a sua autorização nada feito.

Anónimo disse...

estou confuso...pk é k tantos lugares da transtejo estão vazios se o pessoal que lá trabalha os utiliza?

e se entram tão cedo não têm lugar para estacionar??

questão de mau aproveitamento de espaço publico

Anónimo disse...

Entram cedo os do turno da manhã, mas há os que entram à tarde e saem já de madrugada, e precisam dum lugar reservado, além disso se o carro é uma necessidade do dia-a-dia saia-lhes caríssimo ter o carro o dia td no parquimetro, alem que não têm tempo para de 2 em 2 horas ir la por uma nova senha! Com os belissimos salarios do sector dos transportes, largavam o salario todo no parquimetro, andavam a trabalhar para aquecer!

Anónimo disse...

Ainda bem que estão vazios, é sinal que os trabalhadores da TransTejo não vão de carro para o trabalho ao contrário aqui de muitos !

Onde esta dependência do carro já chegou.... Agora inveja-se os lugares exclusivos de entidades publicas, por favor...

Anónimo disse...

lugares exclusivos de entidades públicas na rua que é de todos?

eu trabalho no cais do sodré e não consigo estacionar o carro...as pessoas que trabalharam nos ESCRITÓRIOS da transtejo é só chegarem e estacionar...

Anónimo disse...

P.S.: e se eles vão de transportes é porque não os pagam! onde já se viu 40,70 euros para um passe de comboio desde Oeiras ao cais do sodré (ponto final). só ida e volta. deve ser brincadeira, quando até à estação de Oeiras preciso ir de carro ou pagar um passe mais caro. vão roubar outro, se fizessem menos greves e trabalhassem mais, não estávamos assim. mas os funcionários públicos têm muito jeito para grevistas, quando são os que têm mais regalias, como esta referida no "post".

JMCS