Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

08/07/2013

Lisboa: Estamo apresentou quatro projetos de loteamento à câmara. Hospitais vão dar lugar a hotéis


In Correio da Manhã (8/7/2013)
Por:Sónia Trigueirão

«Projetados prédios de habitação, comércio e até um silo de estacionamento para terrenos de Santa Marta, Capuchos, S. José e Miguel Bombarda


A Estamo – empresa pública que adquiriu, em 2009 e 2010, os hospitais de Santa Marta, São José, Capuchos e o psiquiátrico Miguel Bombarda por mais de 111 milhões de euros – submeteu à apreciação da Câmara Municipal de Lisboa quatro projetos de loteamento para aqueles terrenos. Os projetos têm previsto hotéis, prédios de habitação, zonas de comércio e até um silo de estacionamento.

Ao que o Correio da Manhã apurou, por exemplo, para os terrenos do Hospital de S. José estão planeados dois novos prédios de seis pisos. O Instituto de Medicina Legal será demolido.

No Hospital dos Capuchos só o estritamente classificado será mantido e eleva-se um silo de estacionamento de seis andares no horizonte da igreja. E no Hospital de Santa Marta instala se um hotel, com demolição do edifício da Cardiologia e construção de novos prédios.

O Hospital Miguel Bombarda, o único dos quatro hospitais que já está desativado, será destinado também a um hotel, com parque subterrâneo e demolição dos interiores, à exceção das fachadas, da igreja, do salão nobre e do gabinete onde o Prof. Miguel Bombarda foi assassinado em 1910.

Todos terão habitação e zonas comerciais.

Cada projeto está assinado por um arquiteto. O do Hospital Miguel Bombarda é da autoria de Belém Lima, o de S. José é de Teresa da Ponte, o de Santa Marta foi pensado pelo Atelier Bugio e o dos Capuchos é de Inês Lobo.

Os projetos deram entrada na autarquia a 25 de junho e estão disponíveis para consulta e para apresentação de reclamações desde 1 de julho, sendo que o prazo termina no próximo dia 12.

Os hospitais de S. José, Capuchos e Santa Marta foram vendidos com a promessa de serem integrados num novo hospital, o de Todos os Santos, um projeto que ainda não tem data, mas que deverá ser construído em Lisboa, na zona da Bela Vista

8 comentários:

Anónimo disse...

Como é que é possível que hospitais como o de São josé, com uma história longuíssima (foi colégio antes do terramoto e aí se fabricaram os primeiros telescópios e se difundiu o heliocentrismo contra o que todos acreditavam na altura) pode ser destruído!! Mas que país é este? Isto é surreal, é mau demais para ser verdade! Quem nos acode? Vão continuar a votar no Costa e no Salgado?
Silos de estacionamento!? Com seis andares?!
Roubem mais o país, destruam mais que ainda não estamos satisfeitos!

Anónimo disse...

Que loucura!? Esta gestão autarquica é criminosa!

Anónimo disse...

O Instituto de Medicina Legal demolido?! Deve estar tudo parvo!!

Anónimo disse...

O Instituto de Medicina Legal vai ser demolido? Que falta de respeito pelo património da cidade. Este executivo já provou não ter força para defender a sua cidade da especulação. Muito triste.

Paulo disse...

Mas vocês são ingénuos ou quê?
O novo hospital de Todos-os-Santos foi viabilizado pela Troika e será construído em Chelas. Acham que o governo iria fazer o quê com estes hospitais antigos obsoletos? Muita sorte temos nós em serem reconvertidos em hotéis, mesmo que façam demolições parciais ou totais de alguns. Sinceramente acham que o António Costa tem algum poder neste tipo de decisões? A estratégia de lucrar com os antigos hospitais faz parte do governo central, e tanto PS, PSD e CDS irão levar esse investimento avante. Como tal, os cidadãos podem e devem manifestar-se no sentido a que esses projectos se enquadrem e respeitem o melhor possível a malha urbana. Mas se for manifestar para impedir a obra em si, já estamos no campo da ingenuidade.

Anónimo disse...

Mas temos de unir-nos e travar estes criminosos. Só o valor dos terrenos vale muito mais do que o dinheiro que o Estado obteve pela venda fraudulenta. Há que travar esta gente, nem que seja à maneira da Turquia.

JJ disse...

Anónimo das 9:03 - há que travar "esta gente"? Então trava e vem para a rua. Se não tens coragem de o fazer, tem a decência de assumir também a tua responsabilidade neste estado de coisas. E de preferência não votes outra vez neles.

Anónimo disse...

O JJ pretende votar em quem para a CML? No PSD? Acha que eles não vão fazer estas obras? Até as irão fazer mais rápido.