Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

03/11/2013

Rua Dom Carlos de Mascarenhas: exemplo da secundarização do Transporte Público


Neste sector deste arruamento de Campolide, junto dos números 60 a 80, há uma faixa de rodagem para estacionamento que muito prejudica a circulação do autocarro 702. Sem esta faixa para estacionamento já seria possível aos autocarros passarem sem terem de esperar que as viaturas em sentido contrario passem primeiro. Mas todos os dias os autocarros vêm a sua circulação afectada devido a este problema. E quando aqui neste local se cruzam 2 autocarros a situação é como se imagina muito grave. Já foi por nós sugerido ao Vereador da Mobilidade a supressão dos lugares de estacionamento no entanto nada de concreto ainda se fez no local. É mais um exemplo de como Lisboa secundariza os Transportes Públicos em favor do Transporte Privado.

4 comentários:

Anónimo disse...

Mas em Portugal quem tem automóvel não tem mais direitos que os outros? Acho que é porque o automóveis pagam impostos.

Edgar disse...

LOL mas adianta alguma coisa colocar lá um sinal a proibir o estacionamento.

Os condutores vão continuar a parar onde lhes apetece, porque não acontece nada, a policia não quer saber...

Xico205 disse...

Se os autocarros esperam é porque os motoristas desses autocarros são maus profissionais. O Código da Estrada é especifico em dar prioridade ao pesado numa intercecção com um ligeiro.

Anónimo disse...

Mas isto acontece desde que me lembro! Ha mais de 9 anos que passo diariamente naquela rua e sempre la estiveram os carros. Acho que todos os lisboetas estao a ficar fartos da falta de respeito dos automobilistas, que acham que, por exemplo, se estiverem muitas pessoas a atravessar a rua, vai impedir que passem outras por ficarem fartos. Quero uma lisboa livre de condutores estupidos e com direitos para os ciclistas e transportes publicos!