20/02/2009


Convinha que se esclarecesse o seguinte:

1. O novo proprietário é ou não Bibi, o conhecido empresário do mundo da construção civil?
2. Como explicar a coincidência de na exacta hora em que existe uma proposta dos 'Cidadãos por Lisboa', o proprietário não só introduz na CML um pedido de construção nova, como remove, sem autorização da CML, os painéis de uma casa inventariada na carta de património anexa ao PDM.
3. Como justificar a profunda ignorância da CML e do MC em relação a esta casa, sobretudo no momento em que só se fala de uma tal 'Belém Redescoberta'?
4. Como justificar um acto ilegal e como justificar a impotência para o punir?

3 comentários:

Julio Amorim disse...

Um só comentário: Qual será o bimbo com tanto gosto, para o qual esta casa (bem conservada), não basta! Espero que travem estes
neandertais...JÁ !!!!

Anónimo disse...

Bimbos, há muitos, então em Portugal deve ser o que mais há para aí em todas as esquinas desta vida.
Se demolirem a casa é património que se perde. Mas se calhar continuamos a ser um povo coerente. Se decidirmos o contrário então como justificar as insanas acções tomadas anteriormente?
Um país onde se fez coisas abomináveis, como a substituição do antigo Monumental por aquela aberração, se destruiu uma série de salas de cinema, teatro e espectáculo, muitas vendidas ao "Reino dos Deuses do papel", e se fez aquele "hotel" no lugar do antigo Éden, do Arq. Cassiano Branco, onde em Campo de Ourique junto ao Jardim da Parada se deixa morrer um antigo cinema, com interesse patrimonial, não tem sanidade para tentar preservar uma obra como esta, que não está em mãos públicas.

Marta Sousa Freitas

João Oliveira Leonardo disse...

O que mais me choca (para alem da destruição de património) é a falta de autoridade da câmara! Como e que e possível que as autoridades deste país estejam de tal forma descredibilizadas que baste o seu representante virar costas para voltar tudo aos mesmo?