22/02/2009

O CIDADÃO PRINCIPAL?


Passeio na Rua Marcos Portugal torneja Calçada Engenheiro Miguel Pais. De um lado a Freguesia das Mercês (PS), do outro a Freguesia de São Mamede (PSD). Em ambas o cidadão principal é a viatura de transporte individual. E os peões? Esses são cidadãos de segunda classe, ainda não decidem o resultado das eleições. Por estranha ironia, no passeio mesmo em frente está um sinal de sentido proibido derrubado em cima do passeio. Parece querer dizer «Proibida a circulação de peões pelos passeios». Não há dúvida quem é o «cidadão principal» em Lisboa.

12 comentários:

Xico205 disse...

O sinal que está no chão já lá deve estar à muitos anos! À muitos anos que os postes em Lisboa não são pretos e brancos, são cinzentos.

Quem quiser postes pretos e brancos tem que ir aos concelhos da Margem Sul do Tejo.

Anónimo disse...

Tem razão, este sinal já lá está desde a década de 60!

Xico205 disse...

Pelo menos desde meados dos anos 90 que todos os postes dos sinais de trânsito de Lisboa são cinzentos.
Pode ter sido furtado dum concelho da margem sul, alias para tirar as duvidas basta ver a inscrição que tem atrás (matricula do sinal).

Anónimo disse...

incrível... vou tentar saber.

Marta disse...

Pois isto fica perto da Rua da Imprensa Nacional, acho. Esta zona é problemática, para estacionar. Quando morava aqui e tinha mesmo quelevar o carro, era uma desgraça, ficava mais de meia hora para arranjar estacionamento. Sinceramente para tirar os carros dos passeios é urgente arranjar estacionamentos, e uma política de transportes eficientes. De facto ali perto passam muitos autocarros e um bocadinho mais longe há o metro, no rato. Mas andar de autocarro em Lisboa é um martírio, porque é raro não encontrarmos estacionamentos em segunda fila na rua da escola politécnica.
E deveriam reabilitar o eléctrico que passava ali. No Porto estão a fazer metros de superfície e aqui acabam-se com os eléctricos. Povo incoerente.

Marta Sousa Freitas

Xico205 disse...

Até porque se os autocarros já têm dificuldade em se desviar dos carros em segunda fila, o eléctrico desvia-se melhor, tem uma brecagem melhor!

Anónimo disse...

ahahah! Mesmo à Xico esperto. Pois toda a razão, por isso a urgência em acabar com o mau estacionamento, sobretudo com o em 2ª fila.

Marta Freitas

Anónimo disse...

noutras cidades da Europa, onde se tem investido muito no metro de superficie / eléctrico, estes acabam por funcionar como bons controladores dos estacionamneto em segunda fila e outros actos incivilizados!

Anónimo disse...

SE EU ALI VIVESSE EU PRÓPRIA INSTALAVA UM PILARETE!

Anónimo disse...

Esta imagem retrata 'o pão nosso de cada dia'

Xico205 disse...

Não são poucos os pilaretes arrancados para que se consiga etacionar ou simplesmente passar quando a rua é estreita e os caros estacionados do lado oposto ao pilarete não deixam. Já vi pilaretes serem arrancados pela PSP e pelos cantoneiros da CML quando o carro do lixo fica preso.

Quanto à reposição do eléctrico, vão ter que ser feitas obras, é que parte da linha está enterrada, nalguns sitios foi posta uma nova camada de alcatrão por cima.

Já agora, se a Alta de Lisboa é uma nova urbanização, onde dizem que há um novo conceito de criar cidade e vai ter muitas dezenas de milhares de residentes, porque não está já pensado um metro de superficie/electrico rapido ou metro subterrâneo? Até se podia dar uso ao terceiro cais da estação de Alvalade, com a facilidade que o tunel está escavado até ás Calvanas.

HOMOSAPIENS disse...

Chamem a policia esta um sinal morto no chão:-))