16/02/2009

ESPECIALIDADES DO TERREIRO DO PAÇO: «OBRAS»


Será que ninguém vê o absurdo que é continuar com a campanha "Aos Domingos o Terreiro do Paço é das Pessoas" agora que a praça se encontra em obras profundas? Será que não há ninguém no actual executivo da CML que tenha bom senso? E os partidos da oposição vão tolerar isto? Até quando é que vão sujeitar a Praça do Comércio e os cidadãos a estas indignidades? Estas imagens absurdas são da última edição do "Aos Domingos o Terreiro do Paço é das Pessoas" - uma ideia que, apesar das boas intenções, é desastrosa para a imagem da capital em geral e da Praça do Comércio em particular.

9 comentários:

Anónimo disse...

Isto só visto! Um exemplo do "Portugal no seu pior"!

Anónimo disse...

bem...neste caso, a praça está em obras.

obviamente é uma situação execpcional.

é a mesma coisa que aquele post mostrando uma farmacia num contentor.Obviamente a farmacia estava em obras e optou-se por essa solcução, como tem vindo a ser utilizado por correios etc.

neste caso, é um pouco demagógico ou distorcer a realidade, quanto a este post.

os outros, que mostram zonas não abrangidas pelas obras ou no tempo em que a praça estava desimpedida, isso sim...

não vamos exagerar...

Arq. Luís Marques da silva disse...

Eu até proponho nova denominação para a praça; que tal Terreiro da Porra?
É que assim, dava para as "porras", género de alimento típico português, muito apropriado para ser servido em zonas nobres das cidades e, para a "porra", que são mais estas obras...

Arq. Luís Marques da silva disse...

Passando a ironia, só pergunto porque é que esta obra, a ser agora feita, não foi lançada em conjunto com um projecto de requalificação da Praça?
Daqui a algum tempo teremos novamente as obras de requalificação necessárias com os gastos daí decorrentes; só para montar os estaleiros de cada vez que é necessário é uma fortuna.
Isto é um despesismo digno de pais terceiro mundista.

Alexandre Marques da Cruz disse...

As obras previstas para os próximos anos e que vão afastar os cidadãos da praça vão contemplar, em alguma fase, o restauro da estátua equestre de D. José, onde faltam partes? Lá temos um anjo a tocar palhinha onde antes ele tocava trompete! E o arco, quanto tempo mais até ao restauro profundo? A pedra do arco apresenta uma série vasta de patologias da pedra que têm de ser atacadas o quanto antes.
Será que o total desprezo a que este monumento foi votado nas últimas décadas tem algo a ver com o ostentoso simbolo monárquico no centro? É necessário lembrar que esse simbolo representou o país durante oito séculos e que ainda, em parte, está incluído na actual bandeira nacional? E ainda por cima na mais emblemática praça portuguesa!

Anónimo disse...

o mais emblemático desta praça é agora o pançudo das bifanas!

Lesma Morta disse...

É indiscritivel. Quando o Executivo é parolo tudo se torna bacouco, pequeno e feio. O conceito de "para as pessoas", para mim, não é este definitivamente.

Anónimo disse...

parece uma brincadeira de mau gosto.

mas infelizmente não é.

é uma iniciativa da câmara e tem a aprovação empenhada do seu presidente.

que cada um tire daqui as suas conclusões.

HOMOSAPIENS disse...

Eu chamava a isto TERREIRO DO ZOO com belissimos especimens de lisboetas atras das grades a olhar para a miséria.